segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Perfeito.

Eu poderia passar minha vida apenas sentindo a pele dele, macia e nua, tocando a minha. Apenas sentindo o cheiro do pescoço dele e o deslizar suave daquelas mãos imensas sobre o meu corpo.
Mas daí tem o beijo. Aquela boca linda, doce e incrivelmente rosa me beijando macio, me viciando. E os outros beijos. Os beijos todos que ele distribui por cada centimetrozinho cúbico da minha pele, provocando arrepios indescritíveis.
Dentro de mim. Quando o tenho dentro de mim, se demorando, me virando e me revirando, me enlouquecendo, me arrancando gritos, suspiros, êxtases(!), tenho vontade de que o mundo acabe ali mesmo!
E quando ele já podia parar de ser incrível, quando ele já podia virar apenas um cara de quem eu me lembrasse com tesão, ele me surge assim, perfeito.
Me acordando com um abraço gostoso e um “bom dia, meu cookie de baunilha”, me levando pra comer minha comida favorita sem saber, passando a tarde comigo no parque levando a Paçoca pra passear, reparando em meus sapatos, meus cabelos, minhas lingeries.
E fica mais ridículo a cada minuto que passa. Com nossas semelhanças infinitas, com nossas gargalhadas bobas, com essa perfeição absurda que ele tem ali, do alto de sua brancura e de seus olhos azuis.
Eu sei, eu sei, mas a palavra é “perfeito” mesmo. Perfeitamente cheio de defeitos que eu já aceitei porque também são meus. Perfeitamente imbuído de qualidades minhas e mais todas as dele, que o torna, segundo a segundo, mais encantador.
É assim, sem me preocupar com o ontem e muito menos com o amanhã, que começo minha semana. Extremamente feliz pelo meu hoje... “E pelas diferenças que ainda existem”.

6 comentários:

G...Moana disse...

perfeito

Thiago Gabardo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paçoca disse...

Cookie pela manhã é realmente uma dádiva de Deus.

:}

Anônimo disse...

Ai, que tristeza. Adeus minha deusa.



Érica

Alice disse...

Linda a história de vocês.

Medéia disse...

Pelo jeito ELE está distribuindo cookies por Curitiba inteira. Conquistando os animais de estimação das moças e fazendo com que várias escrevam contos babando por ele.

O mês de outubro/2011 teve muito cookie pelo visto.